terça-feira, 20 de julho de 2010

José Gil sobre a Democracia Portuguesa


Nota: Clique em cima do artigo para ampliar. Boa leitura!

Postagem extraída do blog "Macloulé" - da responsabilidade de João Martins e gentilmente cedida ao blog Lemma.

Lua Cunha

sexta-feira, 9 de julho de 2010

POEMA DA AUTORIA DE MANUEL CUNHA - 1º PRÉMIO

14º ANIVERSÁRIO da CGTP-IN

C...ATORZE ANOS - VIDA CURTA
G...ERANDO VIDA COMPRIDA!
T...AMBÉM DÁ VIDA QUEM LUTA
P...OR LIBERDADE DA VIDA!..
1º PRÉMIO Outubro fora já bandeira triunfante
que de rubro tingira a luta universal...
E foi de novo Outubro quando agonizante
a besta do fascismo tremeu em Portugal.

Passados iam quarenta e tantos anos
de ditadura fascista e grande repressão...
não se vergara o povo ao terror dos tiranos
e na frente sindical multiplicava a acção.

Corporizando o sonho, organizando a luta
- da História colhendo a lição do essencial -
Ergueu-se determinada, coesa e robusta
a força avassaladora da INTERSINDICAL.

Era Outubro de novo. Com alma renovada
forjava a liberdade um povo inteiro...
Se densa fora a noite rompia a madrugada
nesse mês rubro, no seu dia primeiro.

Foram duras as lutas, nas masmorras o frio!
Ao longo da jornada tombaram cem ou mil...
Mas já nada susteve o caudaloso rio
que rompeu as grilhetas numa manhã de Abril.

Cada povo faz a sua própria História,
para nós Abril é também experiência...
Passemos à frente a fase transitória,
reforçando a unidade, elevando a consciência.

Mantêm-se de Abril conquistas importantes
pela luta tenaz do povo obreiro...
Muito se transformou. Já nada é como dantes,
e não se rende mais um povo inteiro.

Mais fortes e unidos, mais organizados,
Somos Abril sobre chão ainda duro.
Braços bem erguidos, caminhos desbravados,
marchamos firmes rumo ao Futuro.




MANUEL FERREIRA DA CUNHA (MAFERCA)

SINDICATO DOS TRABALHADORES DE TERRA DA MARINHA MERCANTE

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Poeta Alemão Bertolt Brecht!

Pela sua actualidade política e social, entendemos importante a publicação destes poemas do grande poeta e dramaturgo alemão Bertolt Brecht.



Nascido em Augsburgo, em Fevereiro de 1898, Brecht faleceu, em Berlim, em Agosto de 1956.



Perguntas de um Operário Letrado


Quem construiu Tebas, a das sete portas?
Nos livros vem o nome dos reis,
Mas foram os reis que transportaram as pedras?
Babilónia, tantas vezes destruída,
Quem outras tantas a reconstruiu? Em que casas
Da Lima Dourada moravam seus obreiros?
No dia em que ficou pronta a Muralha da China para onde
Foram os seus pedreiros? A grande RomaEstá cheia de arcos de triunfo. Quem os ergueu? Sobre quem
Triunfaram os Césares? A tão cantada BizâncioSó tinha palácios
Para os seus habitantes? Até a legendária Atlântida
Na noite em que o mar a engoliu
Viu afogados gritar por seus escravos.
O jovem Alexandre conquistou as Índias
Sozinho?
César venceu os gauleses.
Nem sequer tinha um cozinheiro ao seu serviço?
Quando a sua armada se afundou Filipe de Espanha
Chorou. E ninguém mais?
Frederico II ganhou a guerra dos sete anos
Quem mais a ganhou?
Em cada página uma vitória.
Quem cozinhava os festins?
Em cada década um grande homem.
Quem pagava as despesas?
Tantas histórias
Quantas perguntas


Bertolt Brecht.


Elogio da Dialéctica



A injustiça avança hoje a passo firme
Os tiranos fazem planos para dez mil anos
O poder apregoa: as coisas continuarão a ser como são
Nenhuma voz além da dos que mandam
E em todos os mercados proclama a exploração; isto é apenas o meu começo
Mas entre os oprimidos muitos há que agora dizem
Aquilo que nós queremos nunca mais o alcançaremos
Quem ainda está vivo não diga: nunca
O que é seguro não é seguro
As coisas não continuarão a ser como são
Depois de falarem os dominantes
Falarão os dominados
Quem pois ousa dizer: nunca
De quem depende que a opressão prossiga? De nós
De quem depende que ela acabe? Também de nós
O que é esmagado que se levante!
O que está perdido, lute!
O que sabe ao que se chegou, que há aí que o retenha
E nunca será: ainda hoje
Porque os vencidos de hoje são os vencedores de amanhã

Bertolt Brecht


Privatizado


"Privatizaram a sua vida, o seu trabalho, a sua hora de amar e o seu direito de pensar. É da empresa privada o seu passo em frente, seu pão e seu salário.
E agora não contentes querem privatizar o conhecimento, a sabedoria, o pensamento, que só à humanidade pertence."


Bertolt Brecht.


O Analfabeto político

"O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, o corrupto e lacaio dos exploradores do povo."




Bertolt Brecht.


(foto google) - postagem de LUA CUNHA

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Agora é a doer o jogo!

Infografia: Portugueses vão pagar mais por quase tudo
30 de Junho de 2010, 16:21


Os portugueses vão ter de fazer contas à vida a partir de hoje. Bens essenciais, vestuário, medicamentos, produtos de higiene e outros artigos vão ficar mais caros por causa do aumento de um ponto percentual em todos os escalões do IVA.
- Com o aumento do IVA em um ponto percentual o Governo pretende produzir receitas que entrem directamente nos cofres do Estado. A subida dos impostos, além do IVA o IRS e o IRC também foram aumentados, tem sido uma forma usada por Portugal e por outros países europeus para combater o défice e equilibrar as contas públicas.
Os hipermercados Ldil, Intermarché e E.Leclerc garantiram que o aumento do IVA não vai se reflectir nos preços. Já as lojas Ikea e Fnac afirmaram que os preços dos seus artigos vão reflectir o aumento do imposto.
- O gás natural sobe 3,2 por cento mas este aumento terá diferenças entre as regiões do país. De acordo com ERSE – Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos o aumento na factura é de 29 cêntimos para um lar habitado por um casal com um consumo médio anual de 150 metros cúbicos e de 62 cêntimos para um casal com filhos que consuma 320 metros cúbicos por ano.
- Viajar de comboio, metro, autocarros e transporte fluviais vai ficar 1,2 por cento mais caro. É o primeiro aumento dos transportes públicos desde 2008. Nas áreas metropolitanas do Porto e de Lisboa serão afectados os transportes urbanos e fluviais, este último apenas em Lisboa.
Por exemplo, o bilhete simples do metro de Lisboa e o bilhete Z2 do metro do Porto aumentam 5 cêntimos. Os passes mensais vão ter aumentos de 20 e 25 cêntimos respectivamente.
- As novas regras para o subsídio de desemprego também entram em vigor nesta quinta-feira. De acordo com a nova legislação, o limite para o subsídio de desemprego não pode ultrapassar os 75% do salário líquido recebido e o tempo de trabalho para conseguir o subsídio deve ser de no mínimo 15 meses.
- Ainda por decidir estão as portagens nas SCUT que, se entrarem em vigor a 1 de Agosto apenas no Norte, vão ser mais um gasto a debitar nas carteiras dos portugueses. Os preços já publicados em Diário da República para as três SCUT do Norte variam entre os 50 cêntimos e 4,05 euros.
- Para o próximo ano lectivo, os manuais escolares do ensino básico vão ter um aumento de 1,5 por cento e os do secundário de 0,4 por cento.



Saiba mais:
notícias SAPO

- (Gaitas de fora agora - valentes navegadores portugueses - é chegada a hora de fazer a selecção do que vamos pagar...não?!)

Manuela Ramos Cunha